como tudo começou

Socorro, virei mãe!



imagem retirada da internet

 Longe de tudo e de todos como estou (não, eu não moro na roça ou no fim do mundo, só estou longe da família e dos amigos), a troca com o outro fica mais difícil.  É na troca que a gente aprende, descobre, se descobre, reconhece, muda, percebe coisas que só o olhar do outro vê.  Com a maternidade, a troca, parece, tem importância maior. Será que estou  fazendo certo? Será que esse choro é normal? Tantos serás, tantas dúvidas, tanta novidade…

Mas foi na “rede” que descobri que a troca com outras mães é possível. E descobri também, que eu não sou a única mãe que não dorme, que meu filho não é o único que chora, que o Tomás não é o único a ter problemas com os dentinhos que despontam, enfim, na troca, a gente deixa de se sentir única/vítima, e percebe que tem uma multidão de gente passando ou que passou pelos mesmos problemas/situações que você. E por mais que a gente adore ser/saber-se única em muitas coisas, a gente detesta ser/saber-se sozinha.

E para espantar essa sensação de solidão, e para dar voz a todas as dúvidas (sabe aquelas que pediatra não resolve?), e para facilitar a troca com o outro (no caso outras mães), que eu resolvi começar a palavrear.

Com o Tudo do Tom espero que a troca seja ainda maior. E espero me divertir no caminho, afinal, apesar de todos os perrengues, ser mãe também é curtição.

Anúncios

2 thoughts on “Socorro, virei mãe!”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s