Alemanha, Heidelberg, mamalicious

Mamalicious

Parte 1:

Eu não estou mais grávida, meus cabelos não estão mais sedosos e brilhantes como na gravidez, minha pele não é mais aquela belezura, e eu não tenho mais aquele brilho, aquela serenidade, aquele ar de diva que as grávidas têm.

Parte 2:

Eu e Tomás, nas nossas andanças pela cidade, paramos numa patisserie/café muito charmosa na parte velha da cidade. O lugar é agradável, é quentinho, e tem um pain au chocolat que é uma delícia. O mimo em questão não colabora muito para minha beleza externa, mas faz um bem danado para a interna. Enquanto eu me delicio com meu café e docinho, o Tom se esbalda no seu biscoito de arroz orgânico e sem açúcar.
Essa rotina já nos deixou conhecidos na patisserie, e somos sempre recebidos com um belo sorriso do igualmente belo atendente (João, eu te juro que eu insisto em ir até lá pelo pain au chocolat!).

Parte 3:

O Tomás tem frequentado a creche por aqui (eu prometo desenvolver o assunto num próximo post) e daí que eu tenho tido um tempo maior para mim. Tempo de, entre limpar a casa, lavar a roupa, fazer as compras e cozinhar, fazer minhas andanças sozinha.

Parte 4:

Como eu já disse, o brilho da gravidez já me deixou há um tempo, mas sabe, minha barriga já voltou para o lugar (fato deveras importante), meu cabelo pode não ser o mais brilhante e sedoso, mas é limpinho, e posso não ter mais o ar de diva e o sexy appeal de outrora, mas dou pro gasto.

Parte 5 e final:

Nessas minhas andanças sozinha, eu fui by myself até a já citada patisserie. O simpático atendente, me vendo só, me perguntou sobre o Tomás. Explicações dadas, fiz meu pedido e sentei-me confortavelmente numa mesa à janela, para ver o movimento da ruelinha.

Estava eu lendo minha revista, quando o moçoilo chega com meu pequeno pecado do dia e diz (ai, meu coração até bate mais forte):

Madame, para a mamãe mais bonita deste estabelecimento!

A tradução da frase é livre, mas eu juro que as palavras mamãe mais bonita eram parte integrante da mesma!

Só sei que quase morri. Só sei que meu rosto pegou fogo, e eu devo ter ficado vermelha qual um pimentão. Mas agradeci o elogio e me senti no céu.

Fala pra mim, se o melhor pain au chocolat do mundo não vem de lá?!


Imagem retirada
daqui

Anúncios

8 thoughts on “Mamalicious”

  1. rs rs rs rs
    Muito bom Gabriela! Com certeza vem de lá… Tem coisa melhor do que receber um elogio?! Sempre faz bem para o ego.
    E sempre é assim… encontramos coisas boas e outras nem tanto, que precisamos ignorar, fingir que não estamos vendo. É a vida!
    Então vamos embora realmente aproveitar o que tem de bom por aqui.
    Beijos e boa semana.

    Curtir

  2. Menina! Estou chocada! Nao eh que ai na Alemanha o povo conversa um com o outro, e ainda por cima dah opiniao sincera?? Puxa, eu aqui acostumada com a Belgica, onde ninguem conversa com ninguem. Nem olhar pros lados olham, deve ser pecado. Alemanha deve ser o paraiso e eu aqui achando que Europa era mais ou menos tudo a mesma coisa heheh

    Bom, ok, bonita todo mundo sabe que vc eh neh…

    Curtir

  3. Dani, o acontecimento ganhou um post, pois nao é nem um pouco comum essas coisas acontecerem por aqui. Eu me surpreendi!
    E outra coisa que eu esqueci de frizar, é que o rapaz do café nao é alemao, nao. Acho que um alemao ja-mais faria isso. Jamais! rsrsrrsr
    Quero conversar direito com vc sobre a vida aí na Bélgica. Beijo

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s