a vida é mais, dilemas da vida moderna, Do cotidiano, filosofia de boteco

Porque educação ainda funciona – ou dias de bruxas soltas

Eu não leio todos os blogs maternos, assim como não é todo mundo que lê o meu

Na internet apesar de não ver a cara das pessoas, a gente não gosta/ gosta de cara, do blog delas

Pensamentos afim convergem. Contrários divergem. Parece óbvio, mas nem sempre o divergente é bacana e tem bom senso

Gosto é feito bunda, cada um tem a sua. Como reza o dito popular

Eu não entro na casa alheia desrespeitando espaço que não me diz respeito. Por que cargas d’água a imensa maioria não faz o mesmo? Fica a reflexão

Quando eu escrevo algum texto, eu não estou cutucando ninguém, nem mandando indiretas para ninguém. Queria ter esse tempo para, ou não ter mais nada que fazer da minha vida

Quando eu coloco uma frase, uma vírgula de outro/a autor/a eu coloco os créditos. Independente se o autor/a no caso tiver milhões de leitores ou se ele tiver um público mais restrito

O fato de citar alguém não significa amor eterno à pessoa em questão, significa apenas que você reconhece àquela ideia como boa/interessante, mas que não foi você que teve.

Uma frase pequena também entra na categoria citação.É sempre bom lembrar. Ainda mais quando algum texto é recente

Dedos duros existem aos montes. Thanks God!

Cansada dessa porra

Fim

Anúncios

2 thoughts on “Porque educação ainda funciona – ou dias de bruxas soltas”

  1. Às vezes é difícil mesmo essa vida de escrever sobre parte da nossa vida, assim de forma pública, né Gabi?
    Não sei exatamente o que houve, mas ó, fica firme aí.
    Adoro suas palavras – apesar de quase nunca comentar, tô sempre aqui (e muitíssimo obrigada pelo carinho lá no blog tb).

    Abraço apertado.

    Curtir

  2. Hahahahah… Amiga Gabi, nao se importe com os que nao te compreendem. Acho que qualquer uma de nós está sujeita a comentários indelicados. Na hora que lemos, dá uma vontade enorme de revidar. Depois vai passando, o tal anônimo vai ficando pequeno e a gente já se convence de novo que, “o blog é nosso e escrevemos o que queremos!” Quem nao gosta, é simples. Nao precisa acompanhar!!! Nao sei o que houve, mas eu já recebi alguns visitantes covardes no blog e para eles, meu desprezo.

    Adoro seus posts e principalmente, a forma sincera e sem frescura que você escreve! Parabéns!
    Beijos

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s