a vida é mais, Do cotidiano

Quem é vivo sempre aparece, ou não

Eu sou péssima para fazer social. Seja na vida real, seja na vida cibernética.

À primeira vista eu posso parecer tudo, menos legal, mas eu “agaranto“: eu sou do bem. Quem tem coragem e paciência para se aproximar, eu também posso garantir boas conversas.

Meu problema (um dos, né!) é que eu sou demais da conta na minha. De tão na minha descubro tudo por último, fico sabendo de tudo por último. Já nem me abalo mais.

Eu fico semanas sem mandar emails prazamiga tudo, semanas sem entrar no facebook, semanas sem entrar nos blogs que eu gosto… e daí é aquela coisa. Too much information de uma vez só.  Daí eu não dou conta de parabenizar todo mundo que fez aniversário ou que engravidou ou que já teve bebê ou de comentar nos blogs amigos ou ou ou ou…

Eu entendo a correria da vida dos outros, e acho que os outros também entendem a minha. Pois é, eu sou assim. Quem quiser gostar de mim eu sou assim 🙂

Acabei descobrindo que não tenho o menor perfil para redes sociais. Pra ser sincera, eu não tenho o menor perfil para ser um ente predominantemente social, eu acho. A única rede social que malemá tem dado certo na minha vida é o Instagram.

Por isso mesmo, não ache pessoal o fato de eu nunca responder mensagens no FB. 

Mas… a gente vive em society, né pessoal!

Então eu sigo quase sempre fazendo um mea culpa aqui outro ali, chegando atrasada mesmo, dando o ar da graça como e quando posso.

Porque no meio disso tudo tem a vida real aqui fora que puxa e exige e corre e acelera. E tem também as minhas questões pra dar conta. E no meio de tudo, o tudo parece muito, e às vezes é mesmo. E no meio de tudo eu pareço me perder, e às vezes me perco mesmo. Mas me encontro, pois é assim que a vida tem que ser. Perder-se para encontrar-se, e encontrar-se para perder-se quantas e tantas vezes for preciso.

No melhor estilo “tô me guardando pra quando o carnaval chegar” eu fico parada, calada, distante, no meu canto.

Mas ó,  eu garanto que eu sei sambar! Posso chegar por último, mas eu sempre chego! 

E quando chego respondo email, mensagem no face, e curto fotos no insta, comento nos blogs amigos e tudo o mais. 

Porque sigo vivinha da silva, e todo vivo tem lá seus altos e baixos.

Não é mesmo?

Anúncios

4 thoughts on “Quem é vivo sempre aparece, ou não”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s