Sem categoria

os dias felizes

era fim de ano. depois de uma experiência triste e desagradável, daquelas que abalam nossas estruturas, nos decepcionam, eu decidi que, embora parecesse o fim do mundo, eu não me deixaria abater. como bem disse a maysa ” …se meu mundo caiu, eu que aprenda a levantar”.

e olha que eu, nem de longe, sou o ser mais otimista do mundo. mas aquela situação me mostrou tanta coisa, que se reverteu num bem tão maior mais tarde, que eu aprendi ali, que escolheria sempre procurar o lado bom e positivo das coisas.

por um lado é uma pena que a gente precise passar por experiências negativas para abrir os olhos, para aprender. bem já disse também o pessoa “… quem quer passar além do bojador, tem que passar além da dor…” a dor tem um papel transformador incrível. e eu sempre me surpreendo com nosso poder de transformação e de renovação.

naquele fim de ano não existia instagram, nem mesmo os #100happydays, mas eu decidi que dali em diante, todos os dias do ano eu escreveria um acontecimento feliz. uma felicidade por dia, todos os dias no ano.

e é muito legal reler ese meu diário de 2009 hoje, em pleno 2014. o distanciamento emocional dos fatos, os acontecimentos tão corriqueiros e aparentemente banais, que tornaram meus dias mais doces, mais suaves, mais bonitos, mais felizes. bem disse o guimarães rosa ” felicidade se acha é em horinhas de descuido”.

eu chego ao fim deste ano cansada. e às vezes, eu me pergunto: cansada do quê? a vida pode cansar, mas ir contra a vida pode cansar mais ainda. o ano foi intenso, mas muito bom. eu, nós, aprendemos muito, crescemos juntos, compartilhamos, amamos, choramos, sorrimos, planejamos, fracassamos, levantamos e cá estamos, sempre seguindo, sempre acreditando.

tivesse eu feito outro calendário da felicidade, teria ainda mais motivos para agradecer o ano que já vai terminando.

eu queria fazer um post falando sobre os muitos e lindos mercados de natal na cidade, sobre o quanto a cidade fica bonita nessa época do ano, sobre os biscoitos que temos assado… mas eu gosto tanto do período do advento, do natal aqui na alemanha, porque esse período nos convida a interiorização. lá fora faz frio, está úmido e a luz do dia se vai às quato e meia da tarde. o próprio tempo nos convida a ficarmos mais quietos, mais recolhidos. quem sabe no fim do ano que vem eu faça esse post, que tanto me é caro? aguardemos 🙂

vou me usar disso tudo e vou me despedindo do ano. vou comprar os presentes que preciso e que quero comprar, vou preparar minha casa para recebir minhas visitas tão amadas e tão esperadas para nosso natal e fim de ano, vou preparar o aniversário do meu filho, vou me preparar para receber o ano de 2015.

que promete ser um belo ano, aliás. não só pelos planos que temos, mas tembém porque desejamos que assim seja, porque queremos que assim seja.  e sobre o querer, pessoa ( de novo ele) já disse melhor do que eu :

quero, terei – se não aqui, noutro lugar que inda não sei. nada perdi. tudo serei.

e desejo que o período do advento, o natal de todxs aquelxs que lêem este post seja um tempo muito caloroso e de muito amor. e embora hoje seja doze de dezembro, e que ainda falte alguma àgua pra rolar debaixo da ponte de 2014, desejo que o 2015 de todxs seja de muitas alegrias e de muita paz.

gracias a la vida que me ha dado tanto

image
e até as árvores peladas, e a vida fria e molhada lá fora tem lá sua beleza
Anúncios

6 thoughts on “os dias felizes”

  1. Tão bom saber que superamos obstáculos e algumas vezes até conseguimos enxergar alguma licäo pra vida. Como a Biblia diz: “Depois da tempestade, vem a bonança”

    Eu também quero entrar em 2015 assim, bem positiva, cheio de planos, de motivos de alegria!
    Amei seu post, bem positivo. Gostei também do seu layout novo!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Deb, obrigada pelo comentário, querida! Desejo à você e a sua família um excelente 2015. A gente planta o bem, porquê sabe que o resto vem, né! Sigamos positivas, tudo tem seu lado bom.
      Quanto ao layout, eu me sinto brincando de casinha :). Adoro mudar, toda hora!
      Beijo grande

      Curtir

  2. Olá! Também fico tomada por uma séride sentimentos dicotômicos nessa época do ano… Contudo dois sobressaem-se: o falecimento de minha avé, apesar de fazer muito tempo ainda dói, e o aniversário de uma prima-irmã os quais ocorrem dia 24 de dezembro… Esqueci de apresentar-me; sou Liliane e estou reativando meu blog, quando puder faz uma visitinha?! http://casamentodedoisdoidinhos.blogspot.com.br/

    Curtir

    1. Olá Liliane! Obrigada pela visita e pelo comentário. Fim de ano é assim mesmo, a gente fecha pra balanço; às vezes o balanço pende para o positivo, às vezes não. O que importa é a disposição e determinação em querer e fazer um ano melhor, não é mesmo? Vou lhe fazer uma visita e conhecer seu blog, sim. Um excelente fim de ano, e um novo ano melhor ainda!!!

      Curtir

  3. Que post fantástico Gabi! primeiro pq ele toca pontos que nos fazem refletir…. segundo que quem passou um ano conflituoso, reflete ainda mais! 🙂 Sabe que, sempre quando eu ouvia as pessoas falando que queriam que o ano acabasse, pensava: “afe, que exagero!” Alguns me diziam que eu não reclamava porque meu ano era bom. Até que conheci um ano difícil, daqueles que a gente chora, sofre, passa aperto e sai do trilho. E nessa situação de embaraço, eu leio seu post: o que vale é o aprendizado. É a transformação. É o recomeço! Obrigada por compartilhar um post assim, tao tocante no sentido da superação! Beijos, feliz Natal e aproveite muito seus amados!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s