gravidez, parto

toda falta de sono será esquecida

ou o porquê da perpetuação da humanidade

para ser bem sincera com você, eu não me lembro exatamente desde quando eu durmo mais de três horas seguidas. inclusive até, já cheguei a perder hora, simplesmente porque meu filho dormiu demais. esta última frase me faz rir horrores: porque meu filho dormiu demais. hahahahahahaha! desculpe, é que falando me parece surreal.

tomás não dormia. ponto. simples assim. não dormia. até pouco tempo atrás eu me lembrava dos anos, meses, semanas, dias, horas e minutos que tinha ficado sem dormir. até pouco tempo atrás, me parecia i-m-p-o-s-s-í-v-e-l voltar a dormir novamente. dormir ininterruptamente, não à prestação, mas à vista, de uma vez só. dormir até mais tarde. dormir. dor-mir apenas. dormir, dormir, dormir.

a boa notícia: com tudo a gente se acostuma, até com sono à prestação. a melhor notícia ainda: a gente volta a dormir.

então num sábado meu filho acordou às oito e meia, me deixou ficar mais meia hora na cama enquanto brincava no seu quarto com seus brinquedinhos. saio da cama às nove, refeita de uma noite bem dormida.

à tarde vamos a um Café. um Café childfriendly onde nos sentamos entre carrinhos de bebês, onde na mesa ao lado uma mãe amamenta seu filho, onde tomamos nossos cappuccinos ao som de jazz e chorinho de bebê. onde meu filho todo menino de si pega os livrinhos no cesto das revistas, senta-se à mesa, toma seu chá de camomila e conversa conosco feito menino grande, contando-nos histórias e causos.

e não só isso. vai ao banheiro, sabe abotoar a calça, lava as mãos, come seu bolo sozinho. e para além de todas as coisas: este mesmo filho dorme uma fucking noite inteira.

então eu olho para o lado e ouço o choro do bebê e digo ai, que gostoso!. então eu olho para o lado e vejo um bebê mamando no peito e digo ai, que gostoso!. então eu quero usar sling de novo, eu quero comprar toda a linha da weleda para bebê de novo, eu quero sentir os peitos cheios de leite de novo, eu quero amamentar de novo, eu quero sentir contrações de novo, eu quero parir de novo, eu quero ficar sem dormir de novo…

ooooops!! dormir à prestação de novo? não dormir de novo?

daí eu me sinto como naquele programa do silvio santos, onde o participante está na cabine sem ouvir nada, e o silvio pergunta: você quer trocar este carro zero quilômetro, esta lava roupa, este secador de cabelo, esta cesta de produtos jequiti e mais cinquenta reais por um par de meias e uma espiga de milho? e o auditório enlouquecido grita nãaaaaaaaaaaaaaaaaao. e  a pessoa na cabine responde siiiiiiiiiiiiiim!

#chateado
#chateado

troque o carro, a lavadora, o secador de cabelo, os produtos jequiti e as cinquenta dilmas por noites de sono e um filho extremamente colaborativo, lindo, educado e cada vez mais independente. e a espiga de milho e o par de meias por um bebê recém-nascido, falta de sono, trocas de fralda, amamentação em livre demanda, puerpério… e o auditório enlouquecido da minha parte puramente racional grita não. e na melhor prova de que tudo passa, tudo muda, de que dor de parto se esquece, etc etc etc, eu interna e inteiramente grito siiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiim!

maroto
maroto

a diferença é que a pessoa da cabine quando descobre o que perdeu se decepciona. eu no entanto, não vou perder nada. pelo contrário, o ganho é imensurável, inimaginável, mais do que recompensador.

ok, vou perder algumas (muitas) noites de sono.

mas a boa notícia é: com tudo a gente se acostuma. a melhor notícia ainda: a gente volta a dormir.

mesmo.

*************************************************************************

em tempo:

um bebê, um filho não se compara com nada, absolutamente nada material. a comparação do post é meramente ilustrativa. você não levou a sério, né? que bom!

este post não é um anúncio subliminar de gravidez 😦

Anúncios

13 thoughts on “toda falta de sono será esquecida”

  1. Eu já ia deixar os parabéns!!!
    😁

    É por aí, querida. A gente não se lembra até. Primeira noite insone…. Depois se arrepende mil cruzes (só por lapsos de momentos) e qdo vc volta a dormir 4h seguidas esquece todo o perrengue de novo. É imediato!! 😱

    Boa sorte! A melhor de todas! Que este bb já tão esperado venha no seu momento (desde já, até o parto).

    Beijos enormes!!

    Curtido por 1 pessoa

  2. Eu também já ia deixar os parabéns e mil vivas!! hahaha

    sabe que o meu maior medo antes da Agnes nascer era das noites insones, porque privação de sono definitivamente acaba comigo, em todos os níveis; sempre precisei de 8 ou 9 horas de sono pra me recompor. daí que ela nasceu, eu já tava 2 noites sem dormir direito, por causa dos pródromos e TP, e nas primeiras semanas foi bem difícil, eu era um zumbi. Aí um dia ela dormiu 3 horas seguidas de madrugada e eu acordei na próxima mamada achando que minha recém nascida já era crescida e que minhas noites estavam resolvidas, hahahahaha. Eu podia dormir novamente, não é maravilhoso? hahaha. Ou seja. Mãe é bicho que se adapta. Ou isso, ou o puerpério mexe nos neurônios (tá, isso acontece também, já notei, kkkkkkkkk).
    que bom que a natureza se lembrou de apagar isso das nossas memórias mesmo. ou não teríamos chegado aqui, certeza, haha.

    Beijo grande, Gabi!
    (torcendo pra notícia – subliminar ou não – chegue logo logo!)

    Curtido por 1 pessoa

    1. Má, sabe que nós ficamos três meses sem dormir. Foi punk, maaaaaas…. passou! Hehehe.
      Hoje, eu e João até damos risadas destas madrugadas que pareciam infinitas, das musiquinhas que colocáva-mos ( o que que um pai pode fazer prum bebê nanar, o que que um pai pode fazer no meio da noite, prum bebê nanar…), de ver o jornaleiro às quatro da matina, e a gente desde às duas ninando Tomás.
      Mas a natureza recompensa com um filhote tão fofo e o puerpério mexe mesmo com nossos neurônios. E os deuses mnemônicos nos ajudam a esquecer os perrengues 🙂
      Obrigada pela torcida, querida! Ainda vamos comemorá-la, viu!
      Beijos nas duas!!!

      Curtir

  3. Muito bem escrito o post. Eu aqui tô com uma que ainda não dorme, aos 17 meses, e já estou pensando se é melhor aproveitar que eu já não durmo mesmo e encomendar o segundinho ou se espero minha filha aprender a dormir, aí eu descanso bastante e começo tudo de novo. Juro, a questão do sono é uma das coisas que mais me desanima na maternidade.

    Curtir

    1. Oi Talita, obrigada! Acredite, e eu posso falar de carteirinha, você vai volatr a dormir! O Tomás só começou a dormir bem por volta dos três anos. Eu sei, parece desanimador, mas há uma luz no fim do túnel 🙂
      Na torcida aqui par noites melhores de sono para vocês!

      Curtir

  4. Ai, ai, ai… Vc ainda me mata de ansiedade com a espera do seu segundinho!! Quase que pulei o texto e fui pro final pra ver se tinha a notícia!! Hahahahha

    Há uma semana Cecília passou a dormir a noite inteira, mas em 6 dias faremos nossa mudança e aí, já sei, volta todo o caos da adaptação de novo! Ainda é difícil acreditar que uma hora vai passar “de vez”…rs

    Beijo!!

    Curtir

    1. Gabi, pensei em vocês dia desses. Nós acabamos de mudar de casa e, por alguns dias, Tomás acordou várias vezes de noite. Mas tudo se ajeitou. Tem criança que sente mais as mudanças na rotina (caso do Tom), tem criança que sente menos ( espero que seja o caso da Cecília).
      Quanto ao segundinho, se tudo der certo ainda nesse ano a boa nova virá 🙂
      Beijos e sorte com tudo por aí

      Curtir

  5. Eu também morro de medo das noites não dormidas. Sei lá, não fico bem mesmo, é de longe o que eu acho mais difícil na vida de mãe. Como você disse, ainda bem que passa e que a gente esquece… Um beijo meu
    PS. Burra que eu estou tive que ler os comentários para saber se dava parabéns ou não.

    Curtir

      1. Odeio o tablet e a sua hiper sensibilidade!!! Continuando…. Eu quase pirei e eu só tinha o Tomás, imagina se o bebê número 2 resolve não dormir também? Fico tensa nessas horas, mas…. Agora eu sei, de verdade, que tudo passa.
        Na torcida por um bebê dorminhoquinho chegar por aí :).
        Adorei seu PS, mas que pese que o texto sem o adendo, dava margem para outras interpretações hehehe
        Beijo e na torcida também, por uma boa hora pra você!

        Curtir

  6. Por um momento achei que era um anuncio de uma segunda gravidez 🙂
    Eu acho que ninguém, ninguém nunca descreveu tão bem o que é ser mãe de um bebê, a gravidez do que você. Essa comparação com a brincadeira do Silvio (por sinal, comparação hilária) foi genial. É assim mesmo! A gente fica cega, surda… Sabemos para o quê estamos assinando, mas esquecemos como é mesmo esses momentos difíceis. O bom é que mesmo trabalhoso é gostoso demais e como você disse: Passa!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s