a vida é mais, Da poesia da vida, Do cotidiano, palavras soltas ao vento, uk

O amor nos tempos do cólera

Mas também poderia ser nos tempos do covid-19

Apesar dos tempos difíceis lá fora, das dificuldades de implementar uma nova rotina (há dias mais fáceis, outros menos), apesar das novas configurações da vida e as consequências delas advindas ( consequências que ainda nem sabemos direito quais, tanto no pessoal, quanto no coletivo) apesar de todos os pesares, ouso dizer, do alto de todos os meus privilégios, que sentirei saudades desses dias atípicos.

Dias com todos dentro de casa, Dias de apoio, de resignificação e valorização dos nossos papéis, do cuidar…

Obviamente, nem tudo são flores. Há muita chuva e trovoada, também. Mas hoje resolvi focar no bright side of things.

E quando tudo parece demais, eu tento me lembrar de que tudo passa. Isso também passará!

Um pouco dos nossos dias para ficar registrado de que não precisamos de muito para sermos felizes.

E que o amor e o afeto, que sempre existiram, mas que só fez crescer nos últimos tempos, esses nos salvarão.

Um comentário em “O amor nos tempos do cólera”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.