Sem categoria

não tá fácil pra ninguém

imagina se você é mulher, então…

ninguém me avisou, mas ao que parece vivemos uma competição diária

aquelas que chegarem em primeiro lugar devem ganhar alguma coisa (se é que existe um primeiro lugar nessa história), porque olha…

sei não, anda meio sem graça até

está grávida? mas não tem doula

tem doula? é privilegiada

pariu no hospital? mas não pariu na água

pariu na água mas não pariu em casa

pariu em casa na água, mas não amamentou em livre demanda

amamentou em livre demanda, mas não prolongadamente

amamentou em livre demanda, prolongadamente mas nunca precisou fazer dieta de aplv

nunca usou sling

só usa sling

deu chupeta e mamadeira

o moleque dorme na sua cama

deixa chorar

dá muito colo

não dá industrializados para o filho

não dá industrializados para o filho E é vegetariana

faz- me rir, somo veganos

começou a introdução alimentar com quatro meses

não sabe o que é blw?

voltou a trabalhar e pôs na creche

diz que só trabalha em casa? pfff

a filha nasceu faz tempo e a mãe continua gorda

é magra e bonita porque tem babá e empregada

pede mais empatia… ai que dodói

pede mais amor por favor… ai que balela

é muito crítica

falta crítica

e a lista continua ad infinitum

….

é saudável ter parâmetros, é desejável ter informação, é necessário respeitar o que cada um decide fazer com a mesma, penso eu

posso estar errada, mas sou muito mais da filosofia do “viva  e deixe viver”

acho que preciso me concentrar mais no meu tricot. quem sabe até eu engravidar e até nascer o bebê eu já tenha terminado os sapatinhos e a touquinha?

é isso, vou me concentrar nos blogs de ticotagem.

não, espera….

será que tem tretas nos blogs de tricot?

será que alguém vai querer enfiar a agulha no meu olho?

acho melhor fazer yoga

e meditar

e desconectar

é, não está fácil mesmo

 

 

 

 

a vida é mais, Alemanha

parece demais

ou não há fardo tão pesado que não se possa carregar

 

nada como um café, uma respiração profunda, um copo d’àgua numa golada. porque ainda era muito cedo para algo mais forte. e lembrou-se de quando fumava, e desejou naquela hora, não um maço inteiro, mas apenas um ou dois cigarros. achando que era para dar coragem, de seguir viagem quando a dúvida vem. achando que um trago ajudaria.

 

uma pausa, um reconforto, uma esperança
uma pausa, um reconforto, uma esperança
a verdade rota e esfarrapada
a verdade rota e esfarrapada

e então, ela parou de pensar e foi fazer. porque não há impossíveis. o impossível, assim como o possível, é a gente que faz.

ela fez. ao fazer esqueceu-se de ser infeliz.

às vezes, tudo o que ela precisa é tragar a vida. sem filtro.